Governo da Bahia amplia qualidade de vida dos baianos com grandes obras em saúde e infraestrutura

Nos últimos dias, a população baiana foi beneficiada por obras de grande porte no estato que vão facilitar logística e atendimento de saúde: o Hospital Materno-Infantil de Ilhéus e a ponte Barra – Xique-Xique. Esta última, com seus mais de mil metros de extensão sobre o Rio São Francisco, foi inaugurada, na sexta-feira (3), pelo governador Rui Costa, e transforma, definitivamente, o cenário na ligação entre o oeste e o centro-norte do estado, beneficiando diretamente cerca de 2,5 milhões de baianos.

Até a chegada da ponte, balsas e barcos cumpriam o dever de transportar veículos e pessoas entre os dois lados do rio, percurso que, considerando o tempo de espera, poderia durar mais de 1 hora. Essa realidade se torna passado com a chegada da obra estruturante na qual o Governo do Estado investiu R$ 133 milhões.

As intervenções geraram cerca de 350 empregos diretos e 50 indiretos, e são fruto da Parceria Público-Privada (PPP) entre a Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinfra) e a Concessionária Estrada do Feijão (Concef), com a participação da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba) como agente fiscalizador.

Na ocasião, o governador também anunciou outras intervenções para melhorar a educação e a infraestrutura urbana, hídrica e viária das duas cidades. Entre os anúncios realizados nesta sexta-feira (3), estão a construção e reforma de escolas, implantação de sistemas de abastecimento de água, pavimentação de ruas e obras de contorno rodoviário.

“Se considerarmos os R$ 133 milhões investidos na ponte, são mais de R$ 183 milhões em obras que estamos entregando ou iniciando no dia de hoje. Fizemos todo o esforço para trazer mais educação, qualidade de vida e desenvolvimento para o povo dessa região. Nunca, em uma mesma época, se fez tantos investimentos nas mais diversas áreas para toda a Bahia”, afirmou o governador ao comentar o alto volume de ações para as duas cidades.

Saúde no Sul

– Na região sul da Bahia, por sua vez, a principal novidade foi o Hospital Materno-Infantil Joaquim Sampaio, em Ilhéus, inaugurado pelo governador na última segunda-feira (6). Após um investimento de aproximadamente R$ 40 milhões, entre obras e equipamentos, o local oferece serviços de referência em cirurgia pediátrica e parto de alto risco, com 105 leitos de internação, sendo 10 de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal e 25 de semi-intensiva, e capacidade para atender urgências e emergências de toda a região.

Durante a viagem, o governador também autorizou o início das obras de construção da nova via de acesso entre Ilhéus e Itabuna. “Com muito orgulho, hoje entregamos mais uma unidade de saúde. Já havíamos entregue, alguns anos atrás, o Hospital Regional Costa do Cacau e hoje esta unidade se soma ao Costa do Cacau para complementar o atendimento. Aqui, estamos construindo também a UPA licitando uma nova UBS e já foi publicada a licitação de uma nova policlínica regional. Temos uma policlínica em funcionamento em Itabuna, mas como a região é muito adensada, com quase 800 mil habitantes, nós estamos licitando a policlínica em Ilhéus, que fica pronta no ano que vem. Estamos realizando, portanto, o maior investimento da história da Bahia em saúde pública e também o maior da história na região sul”, destacou Rui.

O Hospital Materno-Infantil disponibiliza ainda cinco leitos no Centro de Parto Normal Intra-hospitalar e está estruturado para a assistência ao parto de risco, gestação de alto risco, cuidado intensivo e intermediário neonatal e cuidado intensivo e clínico às crianças. O funcionamento é 24 horas, com acesso por demanda espontânea e referenciada, integrada aos pontos de atenção primária.

Segundo a secretária da Saúde do Estado, Tereza Paim, o hospital começou a funcionar no mesmo dia da entrega. “A unidade tem porta aberta de maternidade, leitos de UTI neonatal e semi-intensivo, leitos de canguru e centro de parto normal. Para além disso, a unidade pediátrica consta de 23 leitos e mais 10 leitos de UTI pediátrica, que serão 100% regulados. Lembrando que este é um hospital regional que vai atender não somente os habitantes de Ilhéus, mas toda a região sul”, afirmou.

Além da realização de partos e da internação, o hospital oferta atendimento ambulatorial especializado em pré-natal de alto risco, consultas especializadas em obstetrícia, cardiologia, enfermagem, nutrição e psicologia. O serviço de pediatria está estruturado com equipes profissionais, instalações físicas e equipamentos adequados à prestação de assistência em caráter de urgência aos agravos mais prevalentes da criança e do adolescente, garantindo ainda procedimentos cirúrgicos (cirurgia geral e ortopedia), em caráter de sobreaviso e cuidados intensivos pediátricos.

A unidade funcionará também como um polo de desenvolvimento de ensino, reunindo formação acadêmica, pesquisa e produção de conhecimento científico e tecnológico em saúde. O Hospital Materno-Infantil Joaquim Sampaio faz parte de uma série de investimentos que o Governo do Estado vem fazendo na região sul, onde a população já conta, entre outros serviços, com o Hospital Regional da Costa do Cacau e a policlínica regional de saúde em Itabuna. A construção da policlínica em Ilhéus ampliará a capacidade de atendimento especializado na região.

SECOM Bahia